Núcleo de arte e natureza

A palavra Botânica vem do grego Βοτανική (“planta”), que deriva do verbo Tροφή (“alimentar”). Nos dias de hoje, Botânica é a ciência que estuda plantas, algas e fungos. 

A relação entre pessoas e plantas é mais íntima do que podemos perceber. Muito além de produzir oxigênio e nos alimentar, as plantas estão presentes nos processos de produção de bebidas, tecidos, móveis, combustíveis, papéis, medicamentos, cosméticos, além de melhorarem a paisagem e o clima.

Compreendemos que a Arte, com suas diversas facetas e formas de manifestações, também pode ser uma forma de conhecimento e de reflexão sobre a natureza e no intuito de valorizar e estimular o saber, iniciamos um novo campo de diálogo entre arte e natureza na Escola de Botânica que, desde 2016, promove a aproximação entre pessoas e o mundo natural através de cursos, vivências e experiências.

Exposição em cartaz até 18/09/2021
Florikültür sp.
Camila Rocha

O universo vegetal nos observa, reage a nossa existência, interage aos nossos movimentos e sentidos. Em uma espécie de pesquisa antropológica pela perspectiva da própria natureza, a artista paulistana Camila Rocha desabrocha sua produção em Florikültür sp., primeira exposição do ciclo de mostras do Projeto Vitrine, da Escola de Botânica de São Paulo.

 

Kültür significa cultura em turco, língua do país em que a artista vive parte do ano e onde aconteceu a primeira edição dessa celebração à “cultura da flora”, em 2014. As iniciais da cidade seguem a nomenclatura botânica na versão paulistana, reforçando o propósito do espaço, em que a sabedoria de flores, folhas raízes e seu rizoma é estudada e compreendida por meio de uma relação frutífera entre reinos animal e vegetal, entre nós e a natureza.

 

Aqui, na Escola de Botânica, Camila apresenta alguns dos diversos suportes em que trabalha: o desenho, em uma série de ilustrações botânicas feitas em aquarela; gravuras de tais espécies estudadas pela artista tanto em seus mergulhos pelas florestas tropicais, quanto pela observação realizada no seu próprio ateliê; e pinturas, com as quais ela constrói um tipo de glossário natural do que o mundo vegetal nos oferece. A tridimensionalidade de seu trabalho chega por meio de suas esculturas/plantas, espécies imaginárias que ganham vida ao saltarem do universo bidimensional. Feitas com telas e tecidos recortados, pintados e podados, elas desenvolvem-se em diferentes formas, tamanhos e cores.

 

Ao passear entre as obras, a artista nos permite uma reconexão com nossa própria memória afetiva do universo natural. Assim, o olhar do visitante capta as nuances de luz e perspectiva impressas em cada produção. Uma imersão que une arte e meio ambiente dentro de um espaço que nasceu com o intuito de possibilitar o estudo desse reino que alimenta a nós, seres vivos, em todas as esferas.

 

Ana Carolina Ralston
curadora

Projeto Vitrine

 

A exposição pode ser vista através da vitrine da Escola de Botânica. Devido a pandemia do Covid-19, ainda não recebemos visitas em nosso espaço físico e a vitrine pode ser vista por quem passa pela rua.

terça a sexta, das 11 às 17h

sábados das 11 às 14h

Rua Imaculada Conceição, 30, Santa Cecília, São Paulo

Assista a live sobre a exposição

Exposição anterior

Cinco Anos de Escola de Botânica

A primeira exposição, de julho a agosto de 2021, marcou a ocupação do novo endereço, no bairro da Santa Cecília, em São Paulo. A Escola de Botânica ocupou sua vitrine com a exposição Cinco Anos da Escola de Botânica, que apresentou elementos do nosso universo de pesquisa e ensino. 

Fotos desta página: Felipe Fontoura

Hoegaarden, a apoiadora do Projeto Vitrine

Hoegaarden é a primeira cerveja Witbier do mundo. 

As primeiras cervejas de trigo eram azedas. Graças aos monges belgas e à sua mistura inusitada de semente de coentro e casca de laranja, nasceu a Hoegaarden, e com ela, o estilo Witbier. Semente de coentro e casca de laranja não são ingredientes "típicos" de cervejas, mas juntos tornam a Hoegaarden refrescante, com toque cítrico e fácil de beber.

Saiba mais em hoegaarden.com.br