top of page

Blog

Mais de 300 matérias para você descobrir a Botânica

A beleza da alamanda


A alamanda é uma planta nativa muito popular no paisagismo urbano.

A Alamanda (Allamanda cathartica) é uma planta nativa da América do Sul e da América Central, pertencente à família Apocynaceae e popularmente também conhecida como alamanda-amarela, quatro-patacas ou dedal-de-dama. No Brasil, a alamanda ocorre nos domínios fitogeográficos Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica, sendo amplamente cultivada em jardins e no paisagismo urbano de todas as regiões do país.


É uma trepadeira de porte arbustivo, latescente e amplamente cultivada para fins ornamentais. Todas as partes da planta são consideradas tóxicas para animais (inclusive o ser humano), principalmente seu látex. O extrato de folhas, flores e caules da planta tem sido estudado pela fitocosmética, após testes que demonstram atividade bactericida.


Pode atingir até 3 metros de altura ou comprimento das hastes, possui folhas simples, subcoriáceas e verticiladas em número de quatro. Suas flores são muito vistosas, de cor amarela, dispostas em inflorescências terminais ou axilares. O fruto é uma cápsula esférica, espinhosa e que abriga numerosas sementes aladas.


O gênero Allamanda compreende um total de 15 espécies da América do Sul e Central, nomeadas por Linnaeus em homenagem ao médico e botânico suíço Dr. Frédéric-Louis Allamand (1736 - 1803), que visitou a República Cooperativa da Guiana no início do século XVIII.


As alamandas tornaram-se populares nos jardins dos trópicos, onde algumas espécies foram naturalizadas ou se tornaram invasivas. Em países de clima temperado, o cultivo de alamandas é realizado em estufa.


A alamanda-rosa pertence a uma outra espécie do gênero: a Allamanda blanchetii, que é nativa da região Nordeste do Brasil.



Por: Patrícia Dijigow


1.177 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Veja nossa seleção especial de livros e gravuras

bottom of page