Publicação: Cores e formas no Bioma Pampa



O Pampa, também chamado de Pampas, Campanha Gaúcha, Campos Sulinos ou Campos do Sul é o bioma localizado no extremo sul do Brasil, que se estende pela Argentina e Uruguai, totalizando uma área de aproximadamente 700 mil quilômetros quadrados. Ocupa cerca de 2,3% do território nacional. A palavra "pampa”, tem origem indígena e significa “região plana”.


É caracterizado pelo clima temperado, com temperaturas médias de 18°C, com as quatro estações do ano bem definidas. Dividida em Estepe, Savana Estépica, Floresta Estacional Semidecídua, Floresta Estacional Decidual, Formações Pioneiras, Floresta Estacional e Relevo do Pampa, a vegetação é marcada pela presença de muitas espécies de gramíneas, plantas rasteiras, arbustos e árvores de pequeno porte, em relevo onde se destacam as planícies que constituem grandes áreas de pastagens.


A riqueza de formas e cores de espécies de gramíneas no bioma despertou não apenas as pesquisas de levantamento da flora, como a possibilidade de um novo olhar para a utilização dessas plantas em arranjos secos, associando a conservação da biodiversidade ao desenvolvimento sustentável e a valorização de espécies nativas com potencial ornamental através de novas metodologias para produção comercial de mudas e estudos de melhoramento genético.


De edição técnica de Marene Machado Marchi e Rosa Lía Barbieri, e autoria de Claudete Clarice Mistura, Elisabeth Regina Tempel Stumpf, Gustavo Heiden, Jaime Mujica Sallés, Marene Machado Marchi e Rosa Lía Barbieri, a publicação Cores e formas no Bioma Pampa - Gramíneas Ornamentais Nativas traz o enfoque científico e capítulos adicionais sobre o emprego das gramíneas em decoração, paisagismo e artesanato, integrando a série Cores e formas do Bioma Pampa, organizada pela Embrapa Clima Temperado.


A publicação é disponibilizada gratuitamente, através do link:

Cores e formas no Bioma Pampa: gramíneas ornamentais nativas