top of page

Blog

Mais de 300 matérias para você descobrir a Botânica

Veja nossa seleção especial de livros sobre plantas e natureza

Macela-do-campo: a camomila nacional



A macela-do-campo (Achyrocline satureioides), também conhecida por marcela ou macelinha, é uma planta perene de porte arbustivo e muito popular na região Sul do Brasil como enchimento de travesseiros aromáticos. Pertence à família Asteraceae.


Nativa e não endêmica do Brasil, pode ser encontrada na Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador, Paraguai e Uruguai. No território brasileiro sua distribuição abrange os domínios de Cerrado, Mata Atlântica e Pampa e é considerada um dos símbolos do Rio Grande do Sul.


Seu crescimento atinge aproximadamente 1 metro de altura e sua floração na região Sul acontece nos meses de outono, entre março e abril. No nordeste (ocorre na Bahia) floresce em setembro e também é considerada um indicador de solos degradados. As folhas são finas e de cor verde acinzentada, que se destacam em meio à vegetação.


As inflorescências são amareladas e conhecidas da medicina popular pelas propriedades sedativa, antiinflamatória e antiespasmódica, também muito indicada em casos de má digestão e cólicas intestinais. A planta apresenta um grande potencial na cosmetologia em produtos para cabelos e pele, como agente antioxidante, calmante e que age na fragilidade dos fios. Devido às semelhanças de propriedades e aplicações, a macela é chamada de camomila nacional.


As análises fitoquímicas mostram a que a macela é rica em flavonoides, terpenos (mono e sesquiterpenos), compostos fenólicos e polissacarídeos.


Por: Patrícia Dijigow


2.253 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


Os comentários foram desativados.
bottom of page