O manacá-de-cheiro




O manacá-de-cheiro (Brunfelsia uniflora) é uma espécie arbórea da família Solanaceae, nativa e não endêmica do Brasil, também conhecida por manacá-de-jardim. O gênero Brunfelsia abrange várias espécies e algumas variedades.


Ocorre nos Estados de Roraima, Alagoas, Bahia, Ceará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina, nos domínios da Amazônia, Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica.




Pode atingir até três metros de altura e apresenta folhas pequenas que são alimento para as lagartas da borboleta-do-manacá (Methona themisto), que deposita seus ovos somente nesta planta. As lagartas, de cor preta e com listras amarelas, são resistentes às toxinas da planta e possuem uma relação ecológica muito importante e estreita com o manacá-de-cheiro: após a metamorfose, as borboletas irão atuar na polinização das flores, repetindo o ciclo.




A floração do manacá-de-cheiro apresenta estágios nas cores lilás e branca, e suas flores, como seu nome popular indica, são extremamente perfumadas, motivo da sua popularidade na ornamentação de jardins.



O manacá-de-cheiro não deve ser confundido com o manacá-da-serra (Pleroma mutabile), que pertence à família Melastomataceae.


Por: Patrícia Dijigow



#flora #manacádecheiro #Brunfelsiauniflora #Solanaceae


406 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo