Manual de Etnobotânica – plantas, artefatos e conhecimentos indígenas

Atualizado: 2 de fev.


A Etnobotânica é, por definição, a ciência, que estuda simultaneamente as contribuições da botânica e da etnologia, evidenciando as interações entre as sociedades humanas e plantas como sistemas dinâmicos. Em resumo, é o estudo das plantas de uma região e seus usos práticos através do conhecimento tradicional de uma cultura. Com o intuito de aproximar do conhecimento sobre as plantas amazônicas e valorizar seus usos aliados a sabedoria indígena, o Instituto Socioambiental (ISA), em parceria com o Jardim Botânico do Rio de Janeiro, lançou o Manual de Etnobotânica – Plantas, Artefatos e Conhecimentos Indígenas.



Reunindo conhecimentos indígenas e informações científicas sobre as plantas e seus usos, o manual é parte de treinamento em pesquisa e intercâmbio de conhecimentos em Etnobotânica com povos indígenas da região do Alto Rio Negro, no noroeste amazônico, realizado em 2016, que incluiu uma oficina em São Gabriel da Cachoeira (AM). A oficina foi uma oportunidade de aproximação entre conhecimentos indígenas e científicos sobre as plantas e seus usos, coleções guardadas em acervos institucionais, e sistemas de classificação e visões de mundo. Como objetivo central, a oficina também iniciou o processo de reconectar os povos indígenas com as observações e coleções feitas na região, no século XIX, pelo botânico inglês Richard Spruce. O botânico inglês Richard Spruce (1817-1893) percorreu a América do Sul no século XIX, estudando as plantas da Amazônia, do Norte dos Andes peruanos e do Equador, coletando-as e enviando-as para a coleção do Jardim Botânico Real de Kew, na Inglaterra. A publicação é baseada em um extenso programa de colaboração entre o ISA e pesquisadores indígenas na região do Tiquié, no Amazonas, iniciado em 2005 e que resultou diversas publicações e materiais educacionais com temas relacionados ao manejo ambiental, gestão territorial, cultura, história e tecnologia. Ricamente ilustrado, o manual apresenta vários tópicos como a Etnoecologia, a Etnobotânica e a biodiversidade do noroeste amazônico, ensina a coletar amostras, reconhecer espécies, e traz dicas de como cultivá-las. O Manual de Etnobotânica: Plantas, Artefatos e Conhecimentos Indígenas é uma parceria com o Jardim Botânico do Rio de Janeiro, e pode ser baixado gratuitamente na biblioteca de publicações do Instituto Socioambiental:

https://acervo.socioambiental.org/acervo/publicacoes-isa/manual-de-etnobotanica-plantas-artefatos-e-conhecimentos-indigenas

Por: Patrícia Dijigow