Piaçava: uma palmeira muito popular



Nativa e endêmica do Brasil, a Piaçava (Attalea funifera) é uma palmeira (família Arecaceae) que ocorre na Mata Atlântica, desde o sul da Bahia até Alagoas, sendo de grande importância econômica pela extração de sua fibra, utilizadas na fabricação de vassouras, peças de artesanato, escovas, chapéus e coberturas de cabanas. Como base dessa atividade extrativista, forma uma grande cadeia produtiva.


As fibras eram muito populares entre navegadores de diversos locais, empregadas na fabricação de cordas utilizadas como amarras de navios. Essa palmeira foi citada na famosa carta de Pero Vaz, que registrou costumes e espécies encontradas no início do período colonial do Brasil, em 1500.


Seus nomes populares piaçava, piaçaba e piaçá também são usados para designar as vassouras fabricadas com essa fibra. O nome tem origem etimológica no tupi-guarani (pyá-açaba) e significa o traspasse de apertar, a atadura.


A fibra, dura e flexível, é extraída das margens dos pecíolos e considerada seu principal produto, porém outras partes da planta são utilizadas, como a borra, palha, coquilho e sementes (dessas sementes se obtém o marfim-vegetal).


A piaçava pode ser encontrada na Floresta Ombrófila, Palmeiral e Restinga e seu porte é variável conforme o tipo de solo, superando 15 metros de altura nos solos com maior fertilidade e 30 centímetros de diâmetro de estipe quando adulta.


Suas folhas são retas com ponta ligeiramente curvada, e podem medir até 9 metros de comprimento. As flores são pequenas e de cor branca-amarela, reunidas em cachos. Os frutos têm coloração variando do verde ao marrom-dourado, medindo de 10 a 15 centímetros de comprimento e 5 a 9 centímetros de diâmetro. Apresentam casca lisa e dura e polpa esbranquiçada, de textura macia e levemente oleosa. As sementes são revestidas por uma camada de cor marrom e possuem o interior branco.


O gênero foi nomeado em homenagem a Attalus III Philometor, rei de Pérgamo (antiga cidade grega, atualmente conhecida por Bergama), famoso po