A floração da sibipiruna



A sibipiruna (Cenostigma pluviosum var. peltophoroides) é uma árvore de grande porte, semicaducifolia (perde parcialmente suas folhas em uma determinada época do ano), nativa do Brasil e Paraguai.


Pertence à família Fabaceae e pode ser encontrada nos domínios fitogeográficos da Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal.

É muito popular na arborização urbana, por sua copa ampla, que proporciona grande área de sombreamento. Pode atingir até 25 metros de altura e 20 metros de diâmetro de copa e viver por mais de 100 anos.


Suas folhas são bipinadas e muito confundidas com as do pau-brasil e do pau-ferro.



A floração da sibipiruna se inicia em agosto e se estende até o início do verão. As inflorescências têm formato de cone ereto, que abriga flores amarelas e vistosas. A polinização é feita por diversas espécies de abelhas.

Os frutos são vagens compostas de duas valvas lenhosas e longas de até 12 centímetros de comprimento. Quando maduras, as vagens se abrem naturalmente, arremessando de três a cinco sementes achatadas.