Livro: Plantas para comidas



O Dia Mundial da Alimentação é comemorado no dia 16 de outubro, em mais de 150 países. A data tem como propósito a conscientização da população sobre questões relativas à nutrição e à alimentação.


Nossa sugestão de leitura para esta data é o livro Plantas para comidas da Coleção Plantas & Humanos, Uma Amizade Histórica, lançado da Editora Europa.


Este volume conta como o ser humano, através da domesticação, transformou espécies selvagens no arroz, brócolis, couve-flor, cana-de-açúcar, beterraba, abóbora e milho que são atualmente consumidos.


Desde o princípio da humanidade sempre dependemos das plantas para comer, beber, fazer roupas e remédios, além de cultivar jardins. Nesse inter-relacionamento, a forma selvagem dos vegetais passou por modificações para se obter maior produtividade e sabor, mas foi também alterado pelas plantas, que nos fazem esperar pelas colheitas, por exemplo.


Quem investigou esse relacionamento foi o professor e cientista Luiz Mors Cabral, trazendo a história de algumas das mais importantes espécies que influenciaram a trajetória da humanidade e muitas curiosidades que vão mudar sua forma de ver a importância dos vegetais na cultura dos povos e países.


Luiz Mors Cabral é biomédico com pós-doutorado na Bélgica. É professor na Universidade Federal Fluminense, onde conduz pesquisas que visam identificar os genes envolvidos no desenvolvimento vegetal. Além disso, desde 2014, realiza projetos voltados à divulgação científica focados principalmente nos processos de domesticação das plantas, sempre usando uma linguagem cativante e a o alcance dos leigos. Como escritor, lançou o livro Plantas e Civilização, que foi finalista do prêmio Jabuti.


A coleção Plantas & Humanos, uma Amizade Histórica é dividida