Publicações sobre os povos originários do Brasil

Atualizado: 18 de abr.


Desenho: Arlindo Maia Kaxinawa - Povos(s): Huni Kuĩ (Kaxinawa) - CPI-Acre

Anualmente é celebrado no Brasil em 19 de Abril, o Dia do Índio que recorda a realização do Primeiro Congresso Indigenista Interamericano, que ocorreu na mesma data em 1940 em Patzcuaro, no México. Este congresso teve como objetivo reunir os líderes dos povos originários de diferentes regiões do continente americano para zelar e despertar atenção pelos seus direitos.


A data foi oficializada no Brasil através do Decreto-lei nº 5.540, de 2 de junho de 1943, com o intuito de lembrar e esclarecer o quanto os povos originários exerceram o papel fundamental na formação cultural e étnica da população brasileira. A Organização das Nações Unidas (ONU) também criou o Dia Internacional dos Povos Indígenas, celebrado em 9 de agosto, para conscientização mundial sobre a importância de preservação e reconhecimento dos direitos indígenas.


Muito antes da chegada dos colonizadores nas américas, todo o território era amplamente povoado por muitas pessoas, que desenvolveram uma rica cultura abrangendo diversos costumes, línguas e conhecimentos que permanecem vivos na sociedade brasileira, ainda que muito tenha sido perdido em virtude das dizimações e preconceitos que recaíram sobre essas comunidades.


Entre as contribuições para a sociedade mundial, estão a domesticação e aproveitamento de várias plantas alimentares como por exemplo a mandioca, o milho, batata-doce, caju, abacaxi, amendoim, mamão, abóbora e feijão.


A mandioca foi domesticada pelos povo originários e tem sua lenda incorporada ao folclore brasileiro.