top of page

Blog

Mais de 300 matérias para você descobrir a Botânica

Veja nossa seleção especial de livros sobre plantas e natureza

As ilustrações de Maria Sibylla Merian




A naturalista e ilustradora científica alemã Maria Sibylla Merian (1647 - 1717) desde sua infância havia despertado o interesse por insetos (como o bicho-da-seda), suas metamorfoses e associações com as plantas hospedeiras.


Seu pai, o gravurista Matthäus Merian faleceu quando ela tinha apenas três anos, e foi seu padrasto Jakob Marell (famoso por suas pinturas de tulipas) quem a ensinou a desenhar e pintar. Marell frequentemente incluía um inseto em suas pinturas, e esse pequeno detalhe não apenas influenciou a jovem cientista e ilustradora, como se tornou uma característica marcante de sua arte.



Além das criações de bicho-da-seda, Maria Sibylla Merian passou a colecionar e desenhar outras lagartas, observando as semelhanças na transformação em mariposas e borboletas, o que a tornou uma das mais talentosas ilustradoras da história.


Maria Sibylla também foi uma pioneira ao observar os ciclos de vida dos insetos, documentando os processos de metamorfose de 186 espécies de insetos da Europa, associados às suas plantas hospedeiras.


Os primeiros quadros com insetos e plantas foram pintados quando tinha treze anos de idade. Seu primeiro livro foi publicado em 1675, contendo suas várias ilustrações de flores. Na sequência, foram publicados dois volumes sobre lagartas, em 1679 e 1683, respectivamente, cada um com 50 pranchas.



Os estudos e desenhos de Maria Sibylla eram baseados nas observações de espécies vivas, o que era raro em sua época, pois a maioria dos pesquisadores retratava exemplares mortos que haviam sido coletados e conservados.


Em 1699, para registrar e observar insetos tropicais, a pesquisadora viajou para o Suriname, na ocasião uma colônia holandesa.



Sua obra Metamorphosis Insectorum Surinamensium, de 1705, trouxe imagens coloridas de diversas espécies do Novo Mundo, em estilo que influenciou outros naturalistas. Sua arte era tão impressionante que muitas de suas gravuras originais foram compradas pelo Czar da Rússia Pedro - O Grande.


Além de enorme contribuição para a Entomologia (estudo dos insetos), Maria Sibylla Merian estudou aracnídeos e relatou os usos medicinais de diversas plantas, listando-as através dos nomes populares com os quais eram conhecidas em diferentes regiões.




Por: Patrícia Dijigow




1.662 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page