As ilustrações de Maria Sibylla Merian




A naturalista e ilustradora científica alemã Maria Sibylla Merian (1647 - 1717) desde sua infância havia despertado o interesse por insetos (como o bicho-da-seda), suas metamorfoses e associações com as plantas hospedeiras.


Seu pai, o gravurista Matthäus Merian faleceu quando ela tinha apenas três anos, e foi seu padrasto Jakob Marell (famoso por suas pinturas de tulipas) quem a ensinou a desenhar e pintar. Marell frequentemente incluía um inseto em suas pinturas, e esse pequeno detalhe não apenas influenciou a jovem cientista e ilustradora, como se tornou uma característica marcante de sua arte.



Além das criações de bicho-da-seda, Maria Sibylla Merian passou a colecionar e desenhar outras lagartas, observando as semelhanças na transformação em mariposas e borboletas, o que a tornou uma das mais talentosas ilustradoras da história.


Maria Sibylla também foi uma pioneira ao observar os ciclos de vida dos insetos, documentando os processos de metamorfose de 186 espécies de insetos da Europa, associados às suas plantas hospedeiras.


Os primeiros quadros com insetos e plantas foram pintados qu